mídia-Exu

Um terceiro desvio à esquerda. Pergunta: para que serve um Exu com acesso à internet?

A palavra Exu, consta, deriva de su, “o que foi jogado fora”. Pierre Verger fala do preconceito contra Exu, que é visto como entidade que tem um caráter suscetível, violento, irascível, astucioso, grosseiro, vaidoso, indecente, daí que os primeiros missionários, espantados com tal conjunto, assimilaram-no ao Diabo e fizeram dele o símbolo de tudo o que é maldade, perversidade, abjeção e ódio, em oposição à bondade, pureza, elevação e amor de Deus.

Entre o Aiê (o mundo terreno) e o Orum (o mundo das divindades) há apertadíssimos nós. Os orixás são parte das famílias porque estão na sua gênese, deles descendemos. Por isso as oferendas: com eles partilhamos não apenas a linhagem, mas o que comemos e o que vestimos. Nessa oferenda o tempo cíclico se concretiza, sobrepondo o tempo presente com o passado mítico das entidades.

Mas é preciso que se levem essas oferendas, é necessário percorrer o espaço entre o terreno e o divino. É um fronteira elástica e que pode ser rompida pela figura do Exu. Exu é o mensageiro, o que transita entre os mundos, nos comunica a (in)satisfação dos orixás, nos traz suas mensagens, suas ordens. E leva a eles nossas súplicas e agradecimentos. Como morador desse entre-lugar o poder de Exu é enorme.

Já que toda a comunicação entre os homens e os deuses e entre os próprios deuses depende dele, Exu sabe tudo. E já que toda oferenda a um orixá tem que passar por Exu, é preciso também ofertar-lhe, para que ele leve (e traga) o que é dado. Não é, pois, que Exu só trabalha se tiver paga, mas que como trabalha demais seria impossível continuar a comunicação sem as ofertas.

Exu sabe de tudo. Não há segredos nossos ou divinos que ele não conheça.

Exu é a força da transformação: seu trânsito mobiliza as forças de mudança. No fluxo de sua comunicação, Exu introduz o novo no mundo.

Laroyê, Exu.

A Voz da Comunidade é um jornal centrado nos problemas do Complexo do Alemão. No Twitter (@vozdacomunidade) fazia a cobertura mais urgente da ação policial na região. Urgente no olhar atento, no detalhe humano, no grito de alerta.

Assim como não conseguiríamos transitar no divino sem a intervenção do Exu, como conhecer o Complexo do Alemão sem A Voz da Comunidade? Seus Exus é que nos comunicam a urgência da vida. Levam e trazem twits que são as informações que uma mídia vertical, institucionalizada, banhada de clichês não alcança (ou não quer alcançar).

Assim como Exu essa Voz é responsável por mudança. Mais até do que criar espaço para que se ouça uma comunidade, a Voz abre o caminho para a re-educação dos que procuram a notícia. E institui uma crise no que se chama, institucionalmente, de notícia, o que se conhece, o que é digno de nota.

Surge uma nova forma de comunicação, que amorosamente chamo de mídia-Exu, trabalho árduo de conectar as esferas da vida, agentes da transformação. Popular como Exu, reconhecido pela sua força. A ele ofereço minha atenção, minha nota.

É trabalho contra o monoteísmo midiático, que se autocongratula pelos “relevantes serviços” na crise de segurança pública no Rio de Janeiro, que parece ter encontrado sua verdadeira vocação como X9, alcaguete a serviço da biopolítica.

Viva o panteísmo midiático.

Laroyê, mídia-Exu

Sobre Ramayana Lira

Paraibana no desterro, raízes de cabeça para baixo, soltas no ar. Professora universitária, pesquisadora e curiosa em geral. Um pé na alta cultura, um pé na baixa cultura e um pé em toda cultura (sim, eu sei que isso conta 3 pés...). Agnóstica, ateia, macumbeira e esotérica, dependendo do horóscopo. Gente fina, gente boa, megera e filha da puta, dependendo de quem fala. Ouve música como quem vê filmes, ou seja, porque de outra maneira a vida não vale a pena.
Esse post foi publicado em Mídia, Política e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s